Histórico

Historico LEM

No ano da criação do curso de Licenciatura em Matemática, em 1989, ainda não existia o LEM, mas já havia no Departamento de Matemática, diversos modelos de sólidos de rotação e de hiperbolóides, usados para o ensino e aprendizagem da disciplina de Geometria Analítica (GA), que o Prof. Dr. Cláudio Mendes, hoje aposentado do ICMC, havia confeccionado com os alunos de uma das turmas de GA. Eram bem bonitos, mas não duravam muito, pois o elástico utilizado para representar as retas das superfícies logo se deteriorava. Como era um material bastante utilizado por outras turmas, ele foi reformado e o elástico foi substituído por linhas grossas de algodão, coloridas, e permanece até hoje no acervo do LEM.

Mas quem esteve envolvido com a elaboração do primeiro projeto para o nosso laboratório foi o Prof. Dr. Antônio Marcos Villa, também já aposentado do ICMC. Foi ele quem obteve uma pequena verba para a aquisição de alguns materiais, como furadeira, martelo, tintas, etc. Após sua aposentadoria, a Profa. Maria Dolores Ceccato Mendes assumiu como coordenadora. Com sua aposentadoria, o Prof. Cláudio passou a coordenar o LEM e conseguiu verba para a construção de duas "cristaleiras" (primeiro mobiliário do LEM que existe até hoje) e para a confecção de alguns modelos de madeira, que foram construídos na maquetaria da Arquitetura, pelo Sr. Dibo. Depois de algum tempo, a Profa. Dra. Renata Cristina Geromel Meneghetti assumiu a coordenação e, mais recentemente, a profa. Dra. Miriam Cardoso Utsumi.

E assim fomos aumentando a coleção, com novas técnicas e materiais bem interessantes. Por exemplo, ainda à época da Profa. Dolores, surgiu um modelo em que o Parabolóide Hiperbólico foi construído através de dois triângulos articulados, que se dobram, e cuja superfície também é constituída por retas, representadas por segmentos com linhas de algodão. Quando ela assumiu as disciplinas específicas da Licenciatura, deu continuidade à confecção de novos modelos, com os alunos e monitores. Depois, com o apoio do CDCC e de seu então Diretor, Prof. Dr. Dietrich Schiel, criou no Conselho daquele órgão uma vaga de representação para o setor de Matemática (ICMC), a qual ela ocupou por alguns anos. Foi então que o CDCC passou a contar com monitores de Matemática e houve a possibilidade de fazermos atividades em que os alunos da Licenciatura trabalhavam como monitores, desenvolvendo parte de seus projetos de estágios e confeccionando novos materiais para o CDCC e para o LEM.

Com o tempo, nossos alunos começaram a interagir mais nesse local e se envolveram num projeto que acabava de criar um polímero ou resina (na área de Química), com o qual foram feitos os modelos de sólidos geométricos coloridos e transparentes, para o estudo de volumes e outras propriedades, que são ainda parte do acervo do LEM. Nessa mesma época foi desenvolvido o equipamento que gera sólidos de revolução a partir de representações de curvas planas, a torre de Hanoi (com esse polímero e também em madeira). Um modelo gerado nessa época, muito bonito e com aplicação didática extraordinária, ligando a prova algébrica e a comprovação pelo experimento geométrico, foi o dos sólidos que comparam os volumes do cilindro, do cone, da anticlepsidra e da esfera.

Originalmente o LEM funcionava num prédio já demolido, onde também ficavam os laboratórios de Computação, no local onde hoje é a nossa biblioteca. Era tudo muito apertado, pois a sala era pequena. Hoje ele cresceu e também o acervo, com a colaboração das professoras da área de Educação Matemática (Profas. Renata Menghetti, Miriam Utsumi, Esther Prado e Edna Zuffi), dos alunos e monitores do LEM, assim como de outros colegas do ICMC, que sugeriram a compra e confecção de novos materiais.